Português Italian English Spanish

Cruzeiro completa um mês sem derrotas e sonha sob a batuta de Luxemburgo

Cruzeiro completa um mês sem derrotas e sonha sob a batuta de Luxemburgo

Data de Publicação: 24 de agosto de 2021 10:01:00
Sequência de sete jogos de invencibilidade começou em empate contra o Vila Nova, de Goiás, por 0 a 0; vitórias, no entanto, vieram com o professor

Desde o dia 24 de julho, no empate sem gols com o Vila Nova, fora de casa, o Cruzeiro vem acumulando uma série invicta na Série B. Já são sete jogos, com três vitórias e quatro empates. Portanto, um mês sem ser derrotado. Mas esta virada celeste tem realmente o dedo de Luxemburgo, que tirou da Raposa certos traumas: o time que mais empatou, o time que tinha vencido apenas uma em casa, a pior defesa e o mais incômodo de todos: a zona do rebaixamento. 

São apenas cinco jogos com o Professor, mas o rendimento de 73%, com três vitórias e dois empates, anima o torcedor, que vê a 14ª posição e os 24 pontos conquistados, mas já começa a olhar para cima e fazer as contas. O sonho do acesso ainda parece distante, mas enquanto ‘há bambu, há flecha’. E o Cruzeiro, ao que tudo indica, vai utilizar todas as flechas que possui para seguir vivo nesta empreitada. 

O trabalho de Luxemburgo tem trunfos. Mas, como ele mesmo gosta de salientar, o maior reforço foi a credibilidade. No dia 5 de agosto, o veterano treinador celeste foi apresentado na Toca com as palavras na ponta da língua. 

“Essa é a grande contratação, de resgatar a credibilidade, de tomar atitudes. Mudar o pensamento”, dizia.

Pois bem. O Cruzeiro mudou. Lembremos que a equipe celeste está impedida de registrar jogadores. Portanto, coube a Luxemburgo aceitar o que tinha à disposição. E a gestão de elenco vem sendo um dos trunfos do treinador. A começar pelo pedido de pagamentos de salários, ganhando o elenco e trazendo unidade ao ambiente tumultuado da Toca e fora dela. 

No campo, as correções. Já são dois jogos que a defesa do Cruzeiro, com 29 gols sofridos, passou ilesa. A sequência aumentou a confiança do elenco, que conta hoje com Giovanni atuando como uma espécie de 10. Adriano, responsável por 57 passes certos em 57 no jogo contra o Confiança, vem se firmando no elenco, com Luxemburgo ainda apostando em mudanças, como a saída recente de Sóbis e a tentativa de um time mais agudo. Depois de 32 jogos, o time ganhou duas partidas seguidas na segundona. 

Com o ambiente mudado, as chances vão acontecendo. Claudinho, Marco Antônio, Matheus Pereira, jogadores um tanto quanto sumidos, ressurgem e novos nomes são lançados, como o de Dudu, uma das apostas de Luxemburgo. 

“A conversa com o Luxemburgo foi bem tranquila, ele me passou muita confiança pelo simples fato dele sempre colocar moleque para jogar. Com ele não tem isso (de deixar de fora por ser jovem). Foi uma surpresa para mim começar o jogo do Náutico como titular. Foi um momento surreal. Contra o Confiança ter a torcida foi inesquecível, fiquei imaginando aquele Mineirão lotado, a torcida apoiando a todo tempo e foi um momento que passou um filme pela minha cabeça. Queria reencontrar a torcida mais vezes”, declarou o jovem Dudu. 

É o estilo Luxemburgo, que também é um escudo e que assume para si responsabilidades e também o peso que carrega. São cinco jogos, tudo muito precoce. Mas o ambiente este ninguém pode negar. Mudou e muito. O torcedor celeste espera que continue assim.



 

(*) Com informações OTempo


-----------



Se você quer anunciar no Diário do Cerrado e fazer bons negócios aqui é o seu lugar. Venha para o Diário do Cerrado - ”Aqui a Parceria é certa”. Fale agora - (34) 999690040 (WhatsApp)

 ()*