Português Italian English Spanish

No Galo, Rafael tem menor média de gols que Everson e abre briga pela posição

No Galo, Rafael tem menor média de gols que Everson e abre briga pela posição


Rafael disputou menos partidas pelo Galo e tem menor média de gols sofridos em comparação ao goleiro Everson

A folga dada aos principais jogadores do elenco do Atlético nesta fase inicial do Campeonato Mineiro, fez alguns atletas aproveitaram a oportunidade e serem vistos como boas opções para a equipe titular. Um desses jogadores é o goleiro Rafael, que foi titular por um tempo pelo Galo, mas acabou perdendo a posição com a chegada de Everson. Com o goleiro titular de folga, Rafael entrou em campo duas vezes. Não foi muito acionado, mas conseguiu segurar a pressão e sofreu apenas um gol. A média de gols sofridos do Rafael é uma vantagem em relação aos números de Everson.

Rafael tem 19 jogos pelo Atlético e sofreu apenas 13 gols. Enquanto Everson entrou em campo 27 vezes pela equipe alvinegra e tem 34 gols sofridos. O ex-Cruzeiro tem mais jogos pelo Campeonato Mineiro do que pelo Brasileirão, o que pode contribuir para boa média, já que as equipes do Estadual não exigem tanto quanto os times da competição nacional.

Com esses números, a média de gols sofridos por Rafael com a camisa do Galo é de 0.68. Do outro lado, Everson tem a média de 1.25 gols. O ex-Santos chegou ao Atlético a pedido de Jorge Sampaoli, que queria um goleiro que soubesse jogar com os pés. Everson chegou em 11 de setembro e já foi titular dois dias depois, porque Rafael foi expulso na partida anterior e estava suspenso. Na estreia, o arqueiro sofreu um gol na vitória por 2 a 1 em cima do Bragantino. 

Desde que chegou, Everson só perdeu espaço para Rafael em dois jogos, quando testou positivo para a Covid-19 e precisou desfalcar a equipe em novembro, durante o surto da doença no clube. Nessas duas partidas pelo Campeonato Brasileiro, Rafael sofreu três gols. Com o time bastante desfalcado por causa dos jogadores que estavam isolados, o Atlético empatou em 2 a 2 com o Ceará no Castelão e venceu o Botafogo por 2 a 1 no Mineirão.

Na temporada de 2021, com os titulares de folga, Rafael só não foi titular na estreia do Mineiro, já que a partida marcou a despedida de Victor, que recebeu homenagens e jogou os 90 minutos. Nas duas partidas seguintes, sofreu apenas um gol e o Galo saiu com a vitória nos dois confrontos. Everson retornou das mini-férias na segunda (8), mas ainda não deve ser utilizado na partida contra o Patrocinense neste sábado (13), às 16h30, na Arena Independência. 

O novo técnico do Atlético, Cuca, que ainda não tem data para ser apresentado oficialmente, vai precisar escolher entre os dois goleiros, mas Rafael faz questão de amenizar a “briga” pela posição.

"As metas individuais nunca podem ultrapassar as metas coletivas, e isso todos nós aqui sabemos muito bem. Temos um ambiente muito bom, somos amigos de todos. Muitos falam dessa competição, entre Rafael, Victor, Everson, mas há disputa em todas as posições. Vejo que há um respeito e amizade muito grande e que, independentemente de quem esteja lá dentro, torceremos para quem for escolhido nos representar e fazerem o seu melhor", afirmou o arqueiro. 

Everson sofreu duras críticas da torcida atleticana na reta final do Brasileiro. Muitos torcedores eram contra a permanência dele como titular nas últimas rodadas da competição. Em uma das manifestações da torcida, torcedores pediram para que Sampaoli escalasse Rafael para iniciar as partidas, mas o argentino não deu ouvidos.

Com a chegada de Cuca, a vaga fica em aberto. O novo comandante será o responsável por definir quem será o titular. Se dará mais algumas oportunidades para Rafael mostrar que pode ser o primeiro goleiro ou se vai seguir o caminho de Sampaoli, que preferia Everson para a posição.

 

(*) Com informações O Tempo


-----------



Se você quer anunciar no Diário do Cerrado e fazer bons negócios aqui é o seu lugar. Venha para o Diário do Cerrado - ”Aqui a Parceria é certa”. Fale agora - (34) 999690040 (WhatsApp) - Acesse www.diariodocerrado.com.br

 

 

 

Haverá uma Terceira Onda da Covid-19?

Voto computado com sucesso!
CORONAVÍRUS
Total de votos:
SIM
NÃO

 

Colunistas

          

 
 
Marcos Remis dos Santos 
(Marcão)