Português Italian English Spanish

Com privatização, Correios podem pagar mais de R$ 4 bilhões em impostos por ano

Com privatização, Correios podem pagar mais de R$ 4 bilhões em impostos por ano


Venda da empresa acaba com privilégios, disse o secretário do Ministério da Economia Diogo Mac Cord

A privatização dos Correios poderia resultar em mais de R$ 4,4 bilhões em arrecadação de impostos por ano ao governo federal. É o que disse Diogo Mac Cord, secretário especial de Desestatização do Ministério da Economia, durante audiência pública no Ministério das Comunicações, na quinta-feira 24.

Segundo Mac Cord, a privatização da estatal acabaria com privilégios tributários e resultaria na cobrança de impostos que hoje não são pagos.

“Os Correios gozam de benefício tributário que não é percebido por nenhum concorrente”, disse. “A partir do momento em que os Correios forem privatizados, imediatamente se começa a cobrar um imposto que hoje ele não paga, o que representa um acréscimo de mais de R$ 4 bilhões na arrecadação para os cofres públicos.”

Atualmente, os Correios possuem imunidade tributária. Dessa forma, a empresa não paga a maioria dos impostos normalmente cobrados de outras companhias privadas do setor. A privatização encerraria o benefício e permitiria à União e aos Estados e municípios arrecadar cerca de R$ 4,4 bilhões no primeiro ano, segundo as estimativas do governo.

O governo refutou ainda a afirmação da esquerda segundo a qual a privatização dos Correios levaria ao aumento de tarifas de serviços da empresa. Segundo o Executivo, a privatização prevê que os preços do serviço postal serão controlados pelo poder público.

*Revista Oeste

 

 

Haverá uma Terceira Onda da Covid-19?

Voto computado com sucesso!
CORONAVÍRUS
Total de votos:
SIM
NÃO

 

Colunistas

          

 
 
Marcos Remis dos Santos 
(Marcão)