Português Italian English Spanish

Paróquia Nossa Senhora do Patrocínio não conseguiu autorização para realizar a tradicional Festa de Santa Luzia

Paróquia Nossa Senhora do Patrocínio não conseguiu autorização para realizar a tradicional Festa de Santa Luzia


Solução foi apresentada pela Prefeitura Municipal no final da tarde desta quinta-feira

A Paróquia Nossa Senhora do Patrocínio, até a tarde desta quinta-feira (4) não havia conseguido o alvará para realizar a tradicional Festa de Santa Luzia na Praça Santa Luzia, local em que a mesma acontece há décadas.

O pároco, Padre Geraldo Magela de Almeida, afirmou que a paróquia recebeu na quarta-feira (3) um ofício da Prefeitura de Patrocínio informando que o alvará solicitado pela Paróquia foi cancelado por conta dos eventos alusivos ao Natal que serão realizados na Praça, pela Prefeitura.

Há de se registrar que tais festividades, Festa de Santa Luzia e Natal, sempre aconteceram quase que simultaneamente em anos anteriores, sem atropelos ou vaidades, algo que parece estar meio exacerbado deu uns tempos para cá

Segundo o oficio de cancelamento (palavra muito usada hoje em dia), ainda é informado que a Prefeitura se comprometeu com a utilização do espaço com uma “extensa programação de atividades artísticas ligadas aos Editais de Fomento à Cultura estabelecidos por meio da Lei Federal” conhecida como Lei Aldir Blanc os quais acarretam custos ao município e já agendados anteriormente” e que “não foi comunicada com antecedência que a Festa de Santa Luzia seria realizada de forma presencial”.

Padre Geraldo Magela lamentou o ocorrido afirmando que estava com um “baita” problema nas mãos depois de ter contatado patrocinadores para as cartelas do bingo, cartazes, mais de 60 festeiros com os quais haveria de explicar o ocorrido.

Para a população acostumada aos eventos de fim de ano fica a indignação com essa atroz atitude de quem deveria pensar no bem estar da população e não impor sua vontade com soberba e de forma até inquestionável.

Na espera para que o bom senso imperasse e principalmente que o desgaste político, para o grupo que momentaneamente habita a hoste do poder municipal, fosse evitado, ao final do dia uma “solução” foi apresentada pela Prefeitura Municipal em reunião com o pároco da Paroquia de Nossa Senhora do Patrocínio, mas não a que vocês imaginam!

Para resolver o impasse ficou definido que a Festa de Santa Luzia poderá (deixou acontecer) ocorrer em uma das vias da Avenida Rui Barbosa que será fechada para que a estrutura seja montada enquanto a “Praça” será utilizada para a “extensa programação de atividades artísticas ligadas aos Editais de Fomento à Cultura estabelecidos por meio da Lei Federal”.

A alegação da Prefeitura Municipal é de que essas apresentações já estavam programadas e que não havia recebido ainda o comunicado da Paróquia sobre a realização ou não das festividades.

Bom senso

Uns aplaudem, outros criticam, assim é a democracia. Poder falar o que pensa sem ser agressivo ou deselegante, podendo ser processado por exageros na dialética. Aí vamos ouvir “pelo menos a festa vai acontecer” ou “deu um jeitinho, vai ficar bom pra todos” pra justificar o ocorrido. Mas, (sempre o “mas”) “*pior a emenda que o soneto” !

Quando se fala tanto em cronograma, planejamento, altives administrativa, gestão eficiente, não levar em conta um evento com décadas de realização com tamanha tradicionalidade é ser amador demais!

Se bem que não tá tendo muita importância a opinião do povo, “ah, o povo”!

* piorar em vez de melhorar