Banner

Faculdade, Política e Favores


A Eleição da Presidência da Fundação Comunitária e Educacional de Patrocíniome veio um aspecto bem curioso sai os antigos diretores da linha da administração, da matemática e da razão e vem os novos, da linha espiritual, dos teólogos e da emoção. Se a Matemática não levantou essa fundação agora vamos apelar para Deus, só Deus pode nos salvar! Isso pode significar que o fim está próximo. 

Não sou ateu, mas vejo que tem algo de estranho, a mim, parece que tem uma cabeça de burro enterrada da faculdade, todos os polos estudantis da região como Patos, Araxá e Coromandel desenvolverão enormemente suas opções educacionais em nível de 3º grau, só a título de exemplo em Patos de Minas no centro da cidade tem 4 faculdades grandes com mais de 80 cursos entre graduação e pós, e por aqui que outrora foi o destino de vários alunos dessas cidades vizinhas como Ibiá, Araxá, Coromandel eles preferem ir para esses polos mais desenvolvidos, aqui decai a cada dia mais, fecham cursos, cursos sem estrutura, cursos sem demanda e por ai vai, e sem falar em dividas.

A política de Patrocínio sempre deu as cartas por lá, e ainda dá, foi verificado pela presença de vários grupos na eleição, que de certa forma foi uma influencia maligna e ainda é, entre um grupo que alternava no poder um dava bolsas de estudo e o outro quando estava na prefeitura se recusava a pagar essas bolsas por entender que eram bolsas fantasmas- é a fara do dinheiro publico – deve ser esse o interesse da administração publica local, um caminho de defender um dinheirinho a mais na caixinha do grupinho.

Nunca intendi o interesse da administração local nessa faculdade, e isso engloba os dois grupos que alterna na prefeitura por mais de 40 anos, e que me chama a atenção é que qualquer assunto da faculdade que é falado por um agente político qualquer se cala logo logo, será por quê? Ainda continuo não entendendo, ou o que entendo é que tem muita coisa errada e não será da noite para o dia que vamos ter uma Faculdade boa em Patrocínio.

Quando procuramos Deus estamos em busca de milagre ou já é extrema-unção, um dos sete sacramentos da igreja católica, o que não é o caso, por isso mesmo acredito que essa eleição é obra de um milagre ou uma aposta da política na proteção de seus interesses, e sempre nos próprios interesses, e os usuários desses serviços, os alunos como fica?

Sempre que sou questionado por meus alunos do 3º ano se é uma boa opção estudar em Patrocínio, sempre digo, se tem a opção de estudar fora vá, se não fica aqui mesmo, se a condição te faz uma vítima, então seja a vítima desses sistema, numa escola ruim a vítima é você mesmo. Faculdade fraca administrada pelos mesmos a 30 anos, a única coisa garantida é mesmo o salário que se paga para os gestores, eles tiram os salários deles e não dão a mínima, para vocês alunos.

Para uma cidade marcada pelos conflitos políticos, pela violência social, a única solução segura e definitiva é alcançar uma verdade universal, neutra, independente de qualquer interesse de parte. A ilusão obstinada do senso comum considera como única realidade a que se vê ou se conhece por meio dos cinco sentidos e julga “absolutamente” impossível que possa existir outra. A opinião é tanto mais certa de si mesma quanto mais afastada se encontra da verdade. Não é oposição que estraga essa cidade é justamente é essas opiniões de quem se encontra no poder se achando certos da verdade que acaba com os sonhos dos nossos alunos, com cursos fracos e caros. A mesmice continua...

Aurivam de Freitas Borges

É Professor de Matemática, Química, Ciências da Natureza e Filosofa, Atualmente Cursa: Administração Publica UFU/UAB – FAGEN (Faculdade de Administração Gestão e Negócios), Pós-Graduação em Controladoria Fiscal.

valquiria_650x88_dn_27102015
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner